Contribuição com o País e prestação de serviços nortearam minhas decisões, diz Meirelles

  • Por Jovem Pan
  • 12/12/2018 08h58 - Atualizado em 12/12/2018 09h06
Marcelo Camargo/Agência BrasilMeirelles disse que poderia contribuir para o país de forma diferente e fazer a diferença de fato

Confirmado nesta terça-feira (11) como próximo secretário da Fazenda do Estado de São Paulo, Henrique Meirelles afirmou, em entrevista exclusiva ao Jornal da Manhã, que a razão para ter aceitado o convite de João Doria (PSDB) foi a contribuição com o País de forma relevante.

“Eu acredito na prestação de serviços públicos e na colaboração com o País e isso que tem norteado minhas decisões nos últimos anos (…) A oportunidade de assumir a economia em São Paulo dá condições de fato a nós fazermos um trabalho com resultados reais, concretos, com aumento da atividade econômica, emprego, renda e arrecadação do Estado”, disse.

Ex-ministro da Fazenda no Governo de Michel Temer e ex-candidato à Presidência, Meirelles disse que poderia contribuir para o país de forma diferente e fazer a diferença de fato: “essa é a razão da minha escolha”.

Anúncio foi feito nesta terça-feira

De acordo com o ex-prefeito da capital, João Doria, Meirelles assumirá uma “supersecretaria” que, além de Fazenda, Planejamento e Gestão, integrará também o programa de desestatização.

Em coletiva de imprensa nesta terça, Meirelles disse que aceitou o convite com o intuito de “continuar servindo ao País”, ressaltando que São Paulo “tem um papel central” na economia nacional. Para ele, o programa de Doria possui “exatamente o que o Estado precisa, uma diminuição da máquina”.

O futuro governador, por sua vez, explicou que o futuro secretário terá um gabinete e despachará direto do Palácio dos Bandeirantes – o que demonstra a importância e a centralidade da tal “supersecretaria”.

Confira a entrevista completa com o futuro secretário da Fazenda de SP, Henrique Meirelles: