Corregedoria da PM investiga morte de homem em baile funk de Itaquera

  • Por Jovem Pan
  • 14/02/2020 07h17 - Atualizado em 14/02/2020 08h31
ReproduçãoKerli Antônio Carlos, de 23 anos, foi morto no último domingo

A Polícia Militar investiga a morte de um homem durante a dispersão de um baile funk na Zona Leste de São Paulo. Kerli Antônio Carlos, de 23 anos, foi morto no último domingo após ser atingido por um tiro durante a ação policial em Itaquera.

As armas usadas por 15 agentes na ação foram apreendidas. Segundo familiares de Kerli, um policial atirou enquanto ele e outros jovens corriam em uma viela após a PM jogar bombas de gás no local da festa.

Vídeos obtidos pelo site Ponte Jornalismo mostram a chegada de PMs de motocicletas para dispersar o baile. As imagens mostram um policial jogando uma bomba, que explode no meio de um grupo de pessoas. Momentos depois, é possível ver os participantes correndo do local.

No registro da ocorrência, os PMs não explicaram as circunstâncias da morte de Kerli. Os policiais afirmam ter sido acionados apenas para apreender um veículo irregular e para atender uma vítima que estaria baleada no local. Ele negaram ter atuado no baile funk e disparado o tiro que matou o jovem.

O caso é investigado pela Corregedoria da Polícia Militar, que apura a ação dos PMs, e pelo departamento de homicídios da Polícia Civil.

* Com informações do repórter Leonardo Martins.