Covas: ‘Haddad salpicou ciclofaixas em SP como se joga orégano em pizza’

  • Por Jovem Pan
  • 28/08/2019 06h47
Divulgação/ Prefeitura de SPCovas disse que o objetivo dele é entregar, até o final da sua gestão, mais 170 km de ciclofaixas e ciclovias na cidade

A cidade de São Paulo tem, mais o menos, 400 km de ciclovias. Nas grandes avenidas, como Paulista, Faria Lima e Sumaré, elas facilitam a locomoção da população e ajudam na questão da mobilidade urbana.

Porém, dentro dos bairros, elas apresentam alguns problemas. O ciclista Gustavo estava andando por Moema e teve que desviar dos carros estacionados, por exemplo. “Fora que a sinalização é bem pouca. Tem em algumas vias, mas é bem reduzida.” A região da avenida Aratãs é uma das que os ciclistas mais reclamam por conta das vias apagadas e buracos no percurso.

O prefeito Bruno Covas garante que, na gestão anterior, uma parte das ciclofaixas foi muito mal feita. “Claro que a gente sempre fez a crítica que, durante a gestão Haddad, as ciclovias de São Paulo foram construídas da forma que se joga orégano em pizza. Ela foram salpicadas pela cidade sem coletividade, sem ligação, sem eficiência. E, eventualmente, uma ou outra vai acabar sendo retirada.”

Bruno Covas disse também que o objetivo é entregar, até o final da sua gestão, mais 170 km de ciclofaixas e ciclovias na cidade de São Paulo.

*Com informações do repórter Victor Moraes