Cresce violência contra pessoas com deficiência durante a pandemia

Em São Paulo foram 109 atendimentos em maio contra 30 no mês de abril; em junho, 134 vítimas de violência fizeram denúncias

  • Por Jovem Pan
  • 22/07/2020 07h00 - Atualizado em 22/07/2020 08h33
Marcelo Camargo/Agência BrasilA Delegacia reforça a importância das denúncias, que podem ser feitas pessoalmente ou por telefone e internet

A violência contra os deficientes aumentou nos últimos meses e essa alta pode estar relacionada à pandemia da Covid-19. Segundo dados da Primeira Delegacia de Polícia da Pessoa com Deficiência de São Paulo, foram 109 atendimentos em maio contra 30 no mês de abril. No mês passado, houve uma nova alta: 134 vítimas de violência procuraram a unidade. De acordo com a delegada titular Maria Valéria, os crimes mais comuns são ameaça, injúria e lesão corporal.

De acordo com o supervisor do Centro de Apoio Técnico da Delegacia de Polícia da Pessoa com Deficiência, Cleyton Borges, pandemia deixou esses indivíduos mais expostos. A Delegacia reforça a importância das denúncias, que podem ser feitas pessoalmente ou por telefone e internet. Só no ano passado, o Disque 100 recebeu quase 12 mil denúncias de violência contra pessoas com deficiência.

*Com informações da repórter Nanny Cox