Criminoso morre em confronto com PMs na zona norte de SP; comparsa é preso

  • Por Jovem Pan
  • 27/10/2017 06h05 - Atualizado em 27/10/2017 10h42
Reprodução/FacebookO confronto entre dois criminosos e PMs da Força Tática ocorreu por volta das nove horas da noite desta quinta-feira (26) na região da Freguesia do Ó

Perseguição policial a assaltantes termina em acidente e troca de tiros, com um bandido morto e outro baleado e preso, na Zona Norte de São Paulo. O confronto entre dois criminosos e PMs da Força Tática ocorreu por volta das nove horas da noite desta quinta-feira (26) na região da Freguesia do Ó.

Os militares foram acionados por motoristas que haviam sido abordados pelos bandidos em meio aio trânsito. Inicialmente, armados com um revólver calibre 38, os ladrões renderam o condutor de um Voyage branco e exigiram que ele entregasse o veículo.

O condutor, que presta serviços para a empresa de transportes de passageiros por aplicativo Uber, obedeceu, mas a dupla se atrapalhou e não conseguiu sair com o carro.

Após algumas tentativas, os suspeitos desistiram e renderam outro motorista, também em um Voyage, mas enfrentaram os mesmos problemas. Como não conseguiam fugir, eles desistiram de levar o Volkswagen e resolveram roubar um Chevrolet Captiva prata de um terceiro motorista.

A vítima não reagiu e entregou o carro aos bandidos, que, apesar do câmbio automático, desta vez, não tiveram dificuldades na fuga. Isso até surgir uma equipe da Força Tática da PM, alertada pelas vítimas anteriores, que passou a perseguir a dupla.

A correria não durou muito e terminou na Rua Rio Verde, próximo à Avenida Carlos Alberto Moretti. Ali, o assaltante que dirigia bateu o carro em um Ford Ka vermelho e, em seguida, contra um poste da Eletropaulo, quando parou.

Neste momento, segundo os policiais, houve uma troca de tiros, e os dois bandidos foram baleados. Uma equipe de resgate do Corpo de Bombeiros levou os feridos para o pronto-socorro da Vila Nova Cachoeirinha, onde um deles morreu. O outro continua internado em estado grave; nenhum policial ficou ferido no tiroteio.

O caso foi comunicado ao delegado plantonista do 13º Distrito Policial, da Casa Verde, e registrado no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa, o DHPP, que assumiu as investigações.

*Informações do repórter Paulo Édson Fiore