Crise energética da Venezuela custará R$ 1,9 bilhão ao Brasil

  • Por Jovem Pan
  • 27/03/2019 06h59
EFERoraima é o único Estado não interligado ao sistema nacional e desde 2001 é abastecido pela Venezuela

A crise energética da Venezuela vai custar R$ 1,9 bilhão ao Brasil. Em audiência no Senado, o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, ressaltou que o vizinho não cumpre o contrato de fornecimento de energia para Roraima desde 07 de março e que há o acionamento das usinas térmicas a diesel para o abastecimento.

“Essa situação que estamos vivendo todos os consumidores brasileiros terão que pagar ao longo do ano ou ao final do ano um custo de R$ 1,9 bilhão. Por quê? Porque estamos gerando 210 megawatts utilizando apenas térmicas a óleo diesel. São 80 caminhões de óleo diesel trafegando diariamente em direção a Roraima para manter a segurança energética”.

Roraima é o único Estado não interligado ao sistema nacional e desde 2001 é abastecido pela Venezuela. O Governo federal pretende construir o linhão Tucuruí, entre Boa Vista a Manaus.

A Aneel licitou a obra em 2011, mas nada começou porque as empresas não têm licença ambiental e o empreendimento passará por reserva indígena. Em fevereiro, o Governo classificou a transmissão de interesse da Defesa Nacional e a expectativa agora é iniciar as construções em 30 de junho.

*Informações do repórter Marcelo Mattos