Cristovam Buarque sugere nome entre os extremos para 2018: “pode ser Alckmin, pode ser eu”

  • Por Jovem Pan
  • 15/12/2017 08h31
Marcos Oliveira/Agência Senado"Pode ser Alckmin, pode ser eu, outro que esteja aí. Gostaria que evoluíssemos e chegássemos em março com candidato do bloco entre os extremos”, disse

Senador Cristovam Buarque admite apoio a Geraldo Alckmin em 2018. No Instituto FHC, o senador do PPS avaliou a aproximação com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

“Eu gostaria que crescesse muito e não com a pretensão de que ele venha a me apoiar, mas com a possibilidade de que tenhamos candidato. Pode ser Alckmin, pode ser eu, outro que esteja aí. Gostaria que evoluíssemos e chegássemos em março com candidato do bloco entre os extremos”, disse.

O PPS sondou Luciano Huck como seu candidato em 2018, mas o apresentador não aceitou a possibilidade de disputar a eleição.

“O partido lança candidato e isso só em março. Queremos construir alternativa entre os extremos, mas me incentivou a sair em campo como pré-candidato. Temos hoje candidatos olhando pelo retrovisor, com Lula pelo espelho retrovisor do populismo e Bolsonaro pelo do autoritarismo. Precisamos de alguém que olhe pelo vidro para-brisa, para a estrada, para frente”, explicou.

O senador Cristivam Buarque participou em São Paulo do lançamento do livro “Brasil, brasileiros por que somos assim?”, ao lado do ex-presidente FHC.

*Informações do repórter Marcelo Mattos