Crivella vai anunciar plano de retomada para RJ; normalidade é projetada para agosto

  • Por Jovem Pan
  • 28/05/2020 06h58
Saulo Angelo/Estadão Conteúdosse discurso de Crivella em prol da reabertura acontece em um momento em que a cidade mudou a contabilização estatística relativa às mortes por covid-19

Só nessa quarta-feira (28) foram confirmados 244 óbitos no Rio de Janeiro — somando, agora, 4.605 mortes em todo o Estado. Outras 1.193 mortes são consideradas suspeitas e são investigadas.

Os dados mais recentes mostram que são 42.398 casos do da covid-19 confirmados no Rio de Janeiro, porém mais de 31 mil se curaram. Entretanto, as filas por internação seguem longas para pacientes com e sem a covid-19. O atendimento, em muitas unidades, ainda deixa bastante a desejar.

No municio, o prefeito Marcelo Crivella apresenta ainda nesta semana um plano de reabertura gradual das atividades econômicas no município. Segundo ele, esse processo de relaxamento começa em junho e a perspectiva é de que, em agosto, a vida dos cariocas esteja mais perto do considerado normal.

Esse discurso de Crivella em prol da reabertura acontece em um momento em que a cidade mudou a contabilização estatística relativa às mortes por covid-19. Agora são duas divulgações: uma com padrões tradicionais, utilizados em todo o Brasil, e outra que leva em consideração apenas mortos com atestado de óbito da vítima mostrando que a causa mortis foi justamente a doença.

Isso dá um hiatus de aproximadamente mil óbitos entre uma estatística e outra.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga