Decisão de Harry e Meghan Markle tem repercussão negativa no Reino Unido

  • Por Ulisses Neto/Jovem Pan
  • 09/01/2020 09h18 - Atualizado em 09/01/2020 09h31
EFEHarry e Meghan querem ganhar dinheiro na vida privada, mas devem seguir usufruindo dos recursos públicos

A decisão do casal Harry e Meghan de se afastar do papel de membros seniores da família real caiu como uma bomba no Reino Unido. Nem crise no Irã, nem Brexit: todos os tabloides e principais jornais britânicos destacam em suas capas o anúncio sem precedentes.

O afastamento está sendo comparado, talvez com algum exagero, ao do rei Edward VIII — que abdicou do trono britânico em 1936. A repercussão amplamente negativa da decisão, no entanto, está ligada às nuances entre a relação do casal, a família real e o público.

Até pouquíssimo tempo atrás os dois, ao lado do príncipe William e da esposa dele, eram considerados responsáveis por renovar a popularidade da família real não apenas na Grã Bretanha como ao redor do mundo.

Isso mudou rapidamente desde que Meghan e Harry se casaram, há menos de dois anos. A atriz americana, que sofreu com manchetes e comentários racistas desde que iniciou sua relação com o príncipe, tem sido vítima constante de ataques na imprensa.

Por outro lado, a postura do casal nos últimos meses também não colaborou muito para amenizar a situação.

Harry e Meghan agora dizem que querem trabalhar para conquistar independência financeira — o que na prática é uma declaração não apenas vaga, mas bastante imprecisa. Os dois estão sendo acusados de embaralhar os papéis de integrantes da família real com o de celebridades.

Existem também questões técnicas em relação a essa decisão, já que não está claro quem irá financiar a segurança dos dois quando eles estiverem na América do Norte.

No Reino Unido a Scotland Yard vai continuar cumprindo seu papel. Isso significa que Harry e Meghan querem ganhar dinheiro na vida privada, mas vão seguir usufruindo dos recursos públicos.

O ponto que tem sido mais explorado pelos jornais por aqui é o fato de que o casal sequer consultou a rainha antes de anunciar a decisão. A BBC e o tabloide The Sun afirmam que a família real está enfurecida com o anúncio — sobretudo o pai e o irmão mais velho de Harry, os príncipes Charles e William.

No mais, ainda não está claro o que isso vai representar para o futuro da família real britânica.

Nesse primeiro momento, a impressão é que o núcleo da monarquia vai acabar sendo reduzido mesmo. A atenção da sociedade será voltada cada vez mais para os herdeiros diretos da coroa, enquanto os adjacentes vão saindo aos poucos dos holofotes.