Defesa diz que entrará com pedido de habeas corpus para Pezão no STJ

  • Por Jovem Pan
  • 03/12/2018 06h04
MARCELO SAYÃO/EFEOs advogados do governador negam as acusações que foram feitas na semana passada na operação Boca de Lobo, da Polícia Federal

A defesa do governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, que está preso, vai entrar ainda nesta semana no Superior Tribunal de Justiça com um pedido de habeas corpus.

Os advogados do governador negam as acusações que foram feitas na semana passada na operação Boca de Lobo, da Polícia Federal, e garantem que Pezão é inocente. Dizem, inclusive, que vão argumentar que o patrimônio dele é incompatível com o que está na acusação.

Segundo as investigações, Pezão, entre 2007 e 2015, recebeu uma propina mensal de R$ 150 mil, com direito a 13º salário, e amealhou cerca de R$ 40 milhões em recursos irregulares.

Nas últimas horas, surgiram novas denúncias e detalhes da acusação que levou Pezão à cadeia foram revelados. De acordo com as apurações, a propina era tratada veladamente pelos operadores de Pezão como “documentação”.

Um dos presos na semana passada, conhecido como Luizinho, seria o cabeça do esquema e o responsável por receber a propina que seria destinada ao governador.

*Informações do repórter Rodrigo Viga