Deic prende líder do PCC responsável pelo tráfico de drogas na zona leste de SP

  • Por Jovem Pan
  • 13/03/2019 05h51
Reprodução/GoogleA terceira fase da Operação FM foi deflagrada nesta terça-feira (12) por agentes da Delegacia de Investigações sobre Crimes Patrimoniais de Intervenção Estratégica

Uma operação do Deic prendeu oito integrantes do PCC, inclusive o líder, identificado como Souza, e desarticulou setor da facção responsável pelo tráfico de drogas na Zona Leste de São Paulo.

A terceira fase da Operação FM foi deflagrada nesta terça-feira (12) por agentes da Delegacia de Investigações sobre Crimes Patrimoniais de Intervenção Estratégica após apurações que resultaram na identificação de 35 envolvidos no esquema de tráfico liderado por Edval Aparecido Altron de Souza, dono dos principais pontos de venda de drogas, chamados atualmente de FMs. Desse total, 31 já foram detidos.

A Operação FM, que resultou na prisão de Souza, foi dividida em três fases. A primeira aconteceu em outubro do ano passado, quando a equipe da Segunda Delegacia Patrimônio flagrou uma reunião de fechamento contábil do comércio de entorpecentes em um imóvel no bairro São Carlos, na Zona Leste.

Na ocasião, estavam presentes 16 representantes do crime organizado de diversas regiões da Capital e municípios da Grande São Paulo. A ação permitiu a apreensão de computadores e documentos referentes ao movimento de cada ponto de venda de entorpecente.

Após as prisões, interrogatórios e análises do material apreendido possibilitaram o entendimento da operacionalidade do setor comandado por Souza.

Com as informações levantadas, os agentes deram início à segunda etapa e descobriram a rota de chegada das drogas. Em 11 de fevereiro deste ano, foram apreendidos 50 quilos de cocaína na Rodovia Castelo Branco, em Araçariguama, região de Sorocaba. Na ação foi preso o motorista, que transportava também uma pistola 9 mm.

Com a revelação da rota do tráfico, foi necessário desencadear a terceira etapa da operação FM, para desestruturar a sintonia. Foram identificados mais 18 envolvidos, oito dos quais acabaram presos nesta terça-feira em diversos endereços da Zona Leste.

Também foram apreendidos seis veículos utilizados no transporte de armas e drogas. As apurações revelaram que mais seis participantes do esquema já haviam sido detidos por crimes investigados por outras unidades da Polícia Civil.

Os policiais ainda procuram por quatro membros do esquema. O delegado Ítalo Zaccaro Neto, titular da Segunda Patrimônio, disse que a prisão de Souza e de outros líderes da sintonia desidrata a articulação da organização criminosa, uma vez que o crime tem dificuldades em repor esse tipo de chefia no curto prazo.

*Informações do repórter Paulo Édson Fiore