Deputado barrado para assumir Ministério do Trabalho deixa cargo de vice-líder do Governo

  • Por Jovem Pan
  • 10/01/2018 06h30
Lucio Bernardo Junior/Câmara dos DeputadosEm carta, Pedro Fernandes afirmou que, diante das circunstâncias e para evitar embaraços do presidente Michel Temer com José Sarney, notificou o desinteresse de continuar como vice-líder

O deputado Pedro Fernandes (PTB), que foi barrado de assumir o Ministério do Trabalho, abandonou o cargo de vice-líder do Governo na Câmara. Ele foi indicado no último dia 27 pelo partido dele para assumir o lugar de Ronaldo Nogueira, também do PTB, que deixou a pasta.

Quando estava quase tudo certo para tomar posse, o nome dele foi vetado pelo ex-presidente José Sarney, mesmo este não ocupando mais cargos públicos. Assim como Sarney, Pedro Fernandes é do Maranhão, mas de lados diferentes no Estado.

O ex-presidente negou que tenha impedido a nomeação do parlamentar.

Pedro Fernandes enviou uma carta ao líder do Governo na Câmara, deputado Aguinaldo Ribeiro (PP). No documento, ele afirmou que, diante das circunstâncias e para evitar embaraços do presidente Michel Temer com José Sarney, notificou o desinteresse de continuar como vice-líder. E terminou dizendo que acompanhou o Planalto em todas as votações no plenário e nas comissões.

À imprensa, o parlamentar não afirma que vai votar a favor da Reforma da Previdência, caso ela vá ao plenário em fevereiro, apesar de se dizer a favor da pauta de reformas.

*Informações do repórter Levy Guimarães