Deputados ignoram planos do Governo e querem Congresso com foco na segurança pública

  • Por Jovem Pan
  • 30/10/2017 06h18 - Atualizado em 30/10/2017 11h09
EFE/Joédson AlvesApesar do feriado, a Câmara está convocada para esta segunda-feira (30) e a tentativa é de realizar sessões

Os deputados querem priorizar assuntos do setor de segurança pública, e os líderes procuram o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, para anunciar que a pauta de votação proposta pelo Governo está mesmo fora do roteiro.

A reforma da Previdência pode se resumir à definição de uma idade mínima de aposentadoria, com mudanças na aposentadoria dos funcionários públicos.

Apesar do feriado, a Câmara está convocada para esta segunda-feira (30) e a tentativa é de realizar sessões. Mas a grande proposta é o conjunto de medidas legislativas para o combate ao crime organizado, tráfico de drogas e armas.

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, vai coordenar o grupo de juristas que fará esta proposta a Maia, que promete prioridade, mas só para o ano que vem.

Outra tentativa de votações para as próximas semanas será a mudança do regime de exploração do pré-sal, de partilha para concessão.

O Governo terá de recompor a base no Congresso para, pelo menos, manter a estabilidade.

*Informações do repórter José Maria Trindade