Desembargadora pede desculpas à família de Marielle e à professora com síndrome de Down

  • Por Jovem Pan
  • 19/04/2018 07h18
Reprodução/FacebookApesar do pedido de desculpas, a desembargadora continua reclusa e permanece sendo alvo de críticas e ataques nas redes sociais

A desembargadora Marília Castro Neves, da Justiça do Rio de Janeiro, que difamou Marielle Franco e uma professora com síndrome de Down, mais de um mês após da morte da vereadora, emitiu uma nota com pedido de desculpas às famílias de Marielle e da professora Down, Débora Seabra.

Nas redes sociais, após o crime envolvendo Marielle, a desembargadora disse que a parlamentar tinha ligação com o tráfico de drogas. Depois emitiu nota oficial dizendo que reproduziu infrmações não checadas, mas não chegou a pedir desculpas, que só ocorreram nesta quarta.

A desembargadora também pediu desculpas à Débora Seabra. Em postagem na rede social, Marília Castro Neves fez uma crítica à professora, que obteve autorização recentemente para lecionar em colégios do País.

Apesar do pedido de desculpas, a desembargadora continua reclusa e permanece sendo alvo de críticas e ataques nas redes sociais.

*Informações do repórter Rodrigo Viga