Desembargadora que atacou Marielle chama feministas de “feminazi” e diz ser eleitora de Bolsonaro

  • Por Jovem Pan
  • 05/06/2018 07h06
Reprodução/FacebookMarília Castro Neves polemizou recentemente ao relacionar a vereadora assassinada Marielle Franco ao crime organizado

Desembargadora que atacou Marielle Franco e professora com síndrome de Down apronta mais uma.

Novamente nas redes sociais, a desembargadora Marília Castro Neves polemizou em uma postagem e atacou as feministas, inclusive as comparou a nazistas. Definiu as mulheres feministas como “feminazi”.

Ela ainda criticou esteriótipos do grupo ao afirmar que as reivindicações da bandeira feminista são na verdade, na sociedade brasileira, uma verdadeira causa perdida.

Na postagem, a desembargadora do TJ do Rio de Janeiro se declarou eleitora de Jair Bolsonaro e disse ser feliz por não ter filho homossexual, ser contra o aborto, a favor da família, e adora se depilar e tingir o cabelo, além de fazer plástica todo ano.

Marília Castro Neves polemizou recentemente ao relacionar a vereadora assassinada Marielle Franco ao crime organizado e criticar a autorização a uma professora com síndrome de Down a lecionar no País.

*Informações do repórter Rodrigo Viga