Desmatamento e aquecimento global ameaçam 60% das variedades de café no mundo

  • Por Jovem Pan
  • 17/01/2019 07h54
ANPRA ameaça seria consequência do desmatamento, das mudanças climáticas e da propagação de doenças e de espécies nocivas

60% das espécies de café conhecidas no mundo, correm risco de extinção. A conclusão é de um estudo feito por cientistas do Jardim Botânico Real de Kew, no Reino Unido.

A ameaça seria consequência do desmatamento, das mudanças climáticas e da propagação de doenças e de espécies nocivas. Das 124 variedades de café, 75 estão em risco de extinção. Sendo que 13 espécies estão em perigo crítico de extinção e 40 ameaçadas.

Atualmente, dois tipos da planta baseiam a produção mundial: a arábica e a robusta. Além da ameaça direta dessas duas espécies, as variedades silvestres também estão em perigo.

Esta foi a primeira vez que os pesquisadores analisaram todas as variedades de café do mundo. Segundo o estudo o cenário para a produção global a longo prazo é preocupante. E o alerta não se restringe apenas ao cafezinho do dia a dia, mas também a outras espécies de plantas silvestres que desempenham um papel importante no planeta e no bem-estar das pessoas.

*Informações da repórter Natacha Mazzaro