Desmatamento na Amazônia em junho é 88% maior do que no mesmo período de 2018

  • Por Jovem Pan
  • 04/07/2019 07h23
EFE/arquivo/Marcelo SayãoApenas durante o mês de junho mais de 920 km² foram desmatados; o estado do Pará foi responsável pela destruição de 48,54% desse número

O desmatamento na Amazônia bateu recorde em junho e registrou o pior mês dos últimos quatro anos, de acordo com o sistema Terra Brasilis. A área devastada na região foi de 920,4 km², um aumento de 88% na comparação com o mesmo período do ano passado.

Somente no último domingo (30), mais de 150 km² de floresta foram destruídos.

A ministra da Agricultura concordou que é um avanço muito alto para um intervalo de 30 dias. Tereza Cristina, no entanto, afirmou que esses dados precisam ser observados com atenção.

“Tecnicamente falando, você tem um período que você tem mais nuvens. E ai você não consegue detectar todo o panorama da floresta. Isso tem que ser apurado, o ministério do Meio Ambiente está fazendo isso.”

O sistema Terra Brasilis, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, inseriu 2903 alertas de desmatamento na Amazônia durante o mês de junho.

De acordo com os dados, quase toda a devastação foi registrada nos estados do Pará, Amazonas, Mato Grosso e Rondônia.

Do total, o Pará foi responsável pela destruição de 48,54%. O Amazonas desmatou 21%, enquanto o Mato Grosso ficou um pouco acima dos 16,5% e Rondônia, 10,81%.

*Com informações da repórter Nanny Cox