Desmatamento no cerrado recua, mas 50% do bioma não existe mais

  • Por Jovem Pan
  • 22/06/2018 06h29
Fotos PúblicasUm estudo do Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia mostra que em 15 anos o desmatamento no Cerrado foi mais intenso que na Amazônia

O cerrado brasileiro apresentou melhoras na taxa de desmatamento nos últimos dois anos. Na comparação de 2016 com o ano anterior, a redução foi de 43%.

Apesar do recuo, 51% do cerrado não existe mais. O Cerrado equivale a quase 24% do Brasil, o segundo maior bioma natural do país, atrás apenas da Amazônia.

A presidente do Ibama, Suely Araújo, falou sobre o desafio de fiscalizar a área: “estamos tentando fazer o planejamento das equipes da forma mais estratégica possível. Tem algumas operações que dá para fazer via remota, mas tem determinadas operações que têm que ir a campo”.

Um estudo do Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia mostra que em 15 anos o desmatamento no Cerrado foi mais intenso que na Amazônia.

De 2000 a 2015, o bioma perdeu 236 mil quilômetros quadrados, enquanto a perda na Amazônia, bioma duas vezes maior, foi de 208 mil quilômetros quadrados. Só no ano de 2015, o volume desmatado do Cerrado correspondeu a mais da metade da área devastada da floresta amazônica.

*Informações do repórter Arthur Scotti