Destruído por rompimento de barragem, distrito de Bento Rodrigues será reconstruído

  • Por Jovem Pan
  • 06/07/2018 07h26 - Atualizado em 06/07/2018 07h26
Rogério Alves/TV SenadoNesta quinta-feira (05), o governo de Minas concedeu licença ambiental à Fundação Renova para que o processo de reassentamento do novo local seja iniciado

O distrito de Bento Rodrigues, que foi destruído com o rompimento da barragem de rejeitos de minério, em Mariana, Minas Gerais, vai ser reconstruído.

Nesta quinta-feira (05), o governo de Minas concedeu licença ambiental à Fundação Renova para que o processo de reassentamento do novo local seja iniciado. A Fundação Renova, criada pelas mineradoras Samarco, Vale e BHP após o rompimento da barragem de fundão, tem como função implementar e gerir os programas de reparação dos impactos causados.

O secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Germano Luiz Gomes Vieira, disse que a licença permitirá uma virada de página para as famílias que foram afetadas pelo desastre.

Germano Vieira afirmou ainda que a medida confirma a viabilidade do novo distrito.

O ex-morador de Bento Rodrigues, José do Nascimento de Jesus, de 72 anos, não esconde a felicidade.

Segundo o presidente da fundação Renova, Roberto Waak, a estimativa é que o distrito seja entregue em 2020.

Ao todo, 207 construções foram atingidas em Bento Rodrigues e 225 famílias ficaram desabrigadas.

O reassentamento vai ocupar 98 hectares, o equivalente a mais de 130 campos de futebol. O rompimento da Barragem de Fundão, que é o maior desastre ambiental brasileiro, ocorreu em 5 de novembro de 2015 e deixou 19 mortos.

*Informações do repórter Afonso Marangoni