Disputa para a presidência da Câmara já se desenha entre apoiadores e opositores de Maia

  • Por Jovem Pan
  • 04/01/2019 07h15 - Atualizado em 04/01/2019 08h00
Luis Macedo/Câmara dos Deputados A aproximação do PSL a Rodrigo Maia deixou a oposição confusa

Após o PSL declarar apoio à reeleição de Rodrigo Maia para a presidência da Câmara dos Deputados, o Partido dos Trabalhadores descartou a possibilidade de estar ao lado do parlamentar do Democratas.

Segundo deputados do PT, o partido também não vê nenhum representante próprio para ser lançado como candidato. Nesse cenário, os petistas não descartam apoio ao candidato do PSOL, Marcelo Freixo e, assim como outras legendas da oposição, o avaliam como “um bom nome”.

Nesta quinta-feira (03), Freixo foi lançado como candidato da sigla psolista e, também, como uma opção para reunir o apoio da esquerda.

A aproximação do PSL a Rodrigo Maia deixou a oposição confusa. No entanto, na avaliação do professor Roberto Gondo, especialista em Comunicação Política da Universidade Presbiteriana Mackenzie, o apoio do PSL a Maia não deveria ser uma surpresa.

Outro candidato que se lançou em oposição a Maia foi João Henrique Caldas, do PSB. Sua candidatura, no entanto, é independente do partido.

O MDB também já tem outros dois pré-candidatos, os deputados Alceu Moreira e Fábio Ramalho.

Os partidos PRB e PSD já declararam apoio oficial a Rodrigo Maia. Também são esperados apoios do PR e PTB. Outro partido que será base de Maia é o PSDB. Para o líder do partido na Câmara, deputado Nilson Leitão, o apoio a Maia será um “movimento natural”.

*Informações da repórter Victoria Abel