Disque-denúncia oferece recompensa por pistas sobre envolvidos em morte de policial

  • Por Jovem Pan
  • 04/06/2020 08h57
EFE/Antonio Lacerda Rio de JaneiroO PM foi baleado em uma operação, chegou a ser socorrido e levado ao hospital da corporação, mas não resistiu

Serviço de disque-denúncia está oferecendo uma recompensa para quem der pistas sobre criminosos que mataram mais um policial militar nesta semana no Rio de Janeiro.

O caso aconteceu na favela Gogó da Ema, que fica em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. A vítima foi o 2º sargento Marcelo Nascimento de Sampaio, de 42 anos. Ele e outros companheiros da Polícia Militar estavam fazendo uma operação no local e acabaram sendo encurralados pelos bandidos.

O PM foi baleado na operação, chegou a ser socorrido e levado ao hospital da corporação, mas não resistiu. Marcelo Nascimento Sampaio estava na Polícia Militar desde 2000, era casado e tinha três filhos.

Com a morte do 2º sargento, subiu para 27 o número de agentes mortos no Estado do Rio de Janeiro em 2020. Ao todo, são 20 policiais militares, um policial federal, um bombeiro militar, dois militares da marinha e um agente da Secretaria de Administração Penitenciária.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga