Sob ameaça de esvaziamento, Dodge designa procurador para Zelotes

  • Por Jovem Pan
  • 24/07/2019 06h29 - Atualizado em 24/07/2019 11h23
Fátima Meira/Estadão Conteúdo O procurador Ismail Miguel teve o retorno solicitado pelo MPF-RO; o coordenador do grupo, Frederico Paiva, atua de forma remota dos EUA

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, anunciou nesta terça-feira (23) um novo procurador para atuar na Operação Zelotes. Igor Miranda da Silva substituirá Alexandre Ismail Miguel e auxiliará o titular das investigações.

A Operação estava em risco já que o coordenador do grupo, Frederico Paiva, está nos Estados Unidos e atua de forma remota e o procurador Ismail Miguel teve o retorno solicitado pelo Ministério Público Federal de Roraima.

O déficit no número de procuradores teria reflexos negativos e atrasaria o ritmo das investigações. O chefe substituto da procuradoria do Distrito Federal, Carlos Drewes, alertou que a ausência dos procuradores “diminui os esforços da operação no combate à corrupção.”

Em nota publicada, e depois apagada, no site da Procuradoria, Drewes disse que seis audiências foram realizas com procuradores que não tinham conhecimento sobre as apurações.

A Operação Zelotes começou em 2015 e investiga esquema de corrupção no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais, o CARF.

O inquérito apura prejuízos em impostos não arrecadados que já somam ao todo R$ 50 bilhões.

*Com informações da repórter Camila Yunes