Dodge pede que STF não conceda indulto ao empresário Enivaldo Quadrado

  • Por Jovem Pan
  • 26/10/2018 08h03
Celso Junior/Estadão ConteúdoQuadrado foi preso em flagrante em maio devido a um outro processo, dessa vez pela Operação Lava Jato

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu que o Supremo Tribunal Federal não dê indulto ao empresário Enivaldo Quadrado, condenado a três anos e meio de prisão por lavagem de dinheiro.

Ele teve a punição convertida em pena restritiva de direitos e multa, mas o benefício foi negado pelo Supremo Tribunal Federal por “não honrar o pagamento das prestações” da multa.

Quadrado foi preso em flagrante em maio devido a um outro processo, dessa vez pela Operação Lava Jato. Ele é suspeito de envolvimento em um esquema de lavagem de dinheiro estimado em mais de R$ 10 bilhões envolvendo o doleiro Alberto Youssef.

No pedido, Raquel Dodge afirma que o recurso do empresário não atende aos requisitos mínimos previstos no regimento interno do STF. Segundo ela, “para esse tipo de recurso ser aceito, deve haver o mínimo de quatro votos divergentes” no julgamento feito na Corte.

Ela complementa que “apenas o ministro Marco Aurélio Mello votou em favor do condenado”. Ainda na visão da procuradora-geral, conceder indulto a uma pessoa com condições econômicas “fomentaria a impunidade, o que, à evidência, desborda dos verdadeiros e legítimos fins do instituto”.

Por fim, Raquel Dodge pediu à 1ª Vara de Execução Penal de Curitiba informações atualizadas sobre o processo.

*Informações do repórter Levy Guimarães