Dólar bate recorde e abre em alta de R$ 4,40 pela primeira vez na história

  • Por Jovem Pan
  • 21/02/2020 09h50
BRUNO ROCHA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDOConsiderando os dois primeiros meses do ano, o avanço da moeda norte-americana chega a 9,52%

O dólar abriu em alta nesta sexta-feira (21), batendo pela primeira vez na história o patamar de R$ 4,40. O avanço da moeda chega a quase 10% neste ano.

Às 9h15 desta sexta-feira, a moeda norte-americana era negociada a R$ 4,4011 na venda, com máxima, até o momento, de R$ 4,4061. Na quinta-feira (20), a moeda encerrou o dia sendo vendida a R$ 4,3982, recorde nominal de fechamento e maior cotação nominal intradia até então, segundo informações do ValorPro.

Em análise parcial do mês, o dólar já acumulou, até esta quinta-feira, alta de 2,49%. Considerando os dois primeiros meses do ano, a valorização chega a 9,52%.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, repetiu durante evento desta quinta-feira que é normal um câmbio mais desvalorizado. A declaração foi realizada na presença do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, que afirmou anteriormente que o Banco Central está “tranquilo” com o câmbio, já que não existem impactos sobre a inflação.

Para conter a valorização, o Banco Central ofertará em pregão até 13 mil contratos de swap cambial tradicional com vencimento em agosto, outubro e dezembro de 2020.

No exterior, com os investidores de olho nos impactos econômicos do surto de coronavírus China, o momento é de cautela. Além das preocupações sobre o impacto do novo vírus na economia global, o dólar mais valorizado tem refletido nos juros em mínimas históricas no país e nas perspectivas de crescimento da economia brasileira e andamento das reformas.