Doria: Amazonas não é referência para presídios

  • Por Jovem Pan
  • 29/05/2019 07h39
Jovem PanEm São Paulo, o governador pretende conceder ainda neste ano à iniciativa privada quatro Centros de Detenção Provisória que serão construídos.

O governador de São Paulo, João Doria, defende a concessão de presídios e diz que o modelo adotado em Manaus não é referência.

Ele deu as declarações na manhã desta terça-feira, logo após participar de evento na capital paulista e comentou o assassinato de 55 detentos dentro de penitenciárias administradas pela Umanizzare na capital amazonense.

A empresa já cuidava das unidades prisionais em 2017, quando outras 56 pessoas foram mortas depois de rebeliões e fugas.

Em São Paulo, o governador pretende conceder ainda neste ano à iniciativa privada quatro Centros de Detenção Provisória que serão construídos.

João Doria diz que o modelo de Manaus não é referência e prefere olhar para Minas Gerais. “A única referência adequada no País que nós entendemos que deve ser analisada é a de Ribeirão das Neves, em MG. Uma fuga em cinco anos e nenhuma rebelião”, afirmou.

João Doria confirmou ainda que três líderes do Primeiro Comando da Capital foram transferidas de São Paulo para presídios federais na semana passada.

Os detentos estariam responsáveis pela chefia da facção depois que Marcola e outros integrantes de cúpula do PCC foram realocados em fevereiro.