Doria conversa com Covas sobre mudanças nas férias escolares também na rede municipal

João Doria afirmou que já conversou com o prefeito Bruno Covas sobre a adesão às mudanças

  • Por Jovem Pan
  • 27/04/2019 08h21
Divulgação/USP ImagensEm nota, a Secretaria Municipal de Educação informou que as datas de 2020 ainda estão em estudo e que qualquer mudança no calendário será antecipadamente debatida com toda rede

O governo de São Paulo já dialoga com a Prefeitura da capital paulista para promover as mudanças nas férias escolares.

Nesta sexta-feira (26), o Estado anunciou a redução de 30 para 15 dias o tempo de descanso no mês de julho e a diluição do restante em dois períodos de sete dias. A informação foi adiantada pela Jovem Pan.

O governador João Doria afirmou que já conversou com o prefeito Bruno Covas sobre a adesão às mudanças e que os entendimentos vão prosseguir entre as secretarias estadual e municipal. Em nota, a Secretaria Municipal de Educação informou que as datas de 2020 ainda estão em estudo e que qualquer mudança no calendário será antecipadamente debatida com toda rede.

Apenas a rede municipal de ensino São Paulo possui cerca de 3500 escolas.

Segundo o secretário estadual de Educação, Rossieli Soares, a negociação para alinhamento do calendário com os demais municípios do Estado acontece por meio da União dos Dirigentes Municipais de Educação.

Para unificar o calendário, o governo paulista vai ter pela frente o desafio de negociar com as 645 redes municipais de ensino.

*Informações da repórter Victoria Abel