Doria diz não ser igual a Bolsonaro e que votará nele ‘contra o PT, Haddad e Lula’

  • Por Jovem Pan
  • 09/10/2018 09h09
Luiz Cláudio Barbosa/Estadão ConteúdoApós a vitória no primeiro turno, Doria se reuniu com seu conselho político e deu o tom de como será o embate com Márcio França a partir de agora

O desempenho de Jair Bolsonaro influencia a estratégia das eleições para o governo de São Paulo. João Doria, por exemplo, descartou contradições no apoio ao candidato à Presidência pelo PSL.

“Eu não sou igual ao Bolsonaro e não apoio integralmente as ideias dele. Votarei nele contra o PT, contra a esquerda, contra Fernando Haddad e contra Lula, mas não endosso todas as posições do Jair Bolsonaro. Endosso as posições econômicas que ele manifestou”, disse.

Após a vitória no primeiro turno, Doria se reuniu com seu conselho político e deu o tom de como será o embate com Márcio França a partir de agora: “candidato que representa a velha política, populista, do toma lá da cá, um PT disfarçado, genérico do PT, líder do PT na Câmara. É tão vermelho quanto Lula e Fernando Haddad”, disse.

O tucano garantiu ainda que irá à Justiça eleitoral porque França é um governador que não governa e apenas faz campanha com a máquina do Estado.

Confira a cobertura completa das Eleições 2018

*Informações do repórter Marcelo Mattos