Doria diz que imagens confirmam acusação contra PM que matou homem em SP

Claiton Marciano dos Santos será investigado e pode ser mais um dos PMs expulsos da corporação por desvio de conduta

  • Por Jovem Pan
  • 28/07/2020 07h00 - Atualizado em 28/07/2020 10h11
ReproduçãoDados da Secretaria da Segurança Pública mostram que, a cada quatro dias, um PM é demitido da corporação

A Polícia Civil indiciou por homicídio doloso o policial militar que um motociclista na zona leste de São Paulo no final de semana. O cabo Claiton Marciano dos Santos, de 45 anos, está preso desde domingo (26) depois de atirar três vezes contra Nadson Igor Rodrigues na madrugada do sábado (25 ). Um vídeo de uma câmera de segurança mostra quando Nadson, que dirigia uma motocicleta roubada, foi alvejado pelo policial em frente a um batalhão.

O governador João Doria afirmou na segunda-feira (27 ) que só as imagens bastam para que o policial militar seja acusado de homicídio. Claiton Marciano dos Santos será investigado e pode ser mais um dos PMs expulsos da corporação por desvio de conduta. Dados da Secretaria da Segurança Pública mostram que, a cada quatro dias, um PM é demitido da corporação. Esse ritmo de expulsões ainda vem caindo em comparação com o ano passado.

De janeiro a junho de 2020, foram exonerados 67 policiais militares; já no primeiro semestre de 2019, foram 152 agentes expulsos. Por outro lado, cresceu em 10% o número de Inquéritos Policial Militar que investigam supostos crimes cometidos por policiais. A reportagem levantou, por meio do Diário Oficial, que foram abertas 1.466 investigações contra policiais militares nos primeiros seis meses deste ano. No mesmo período do ano passado, foram 1.366.

*Com informações do repórter Leonardo Martins