Doria pretende aumentar valor venal de imóveis, o que mudará alíquotas do IPTU em 2018

  • Por Jovem Pan
  • 06/09/2017 09h25 - Atualizado em 06/09/2017 11h54
São Paulo- SP, Brasil- 03/11/2014- Nuvens carregadas sob o céu da cidade de São Paulo, na tarde desta segunda-feira (03/11). Na foto, o céu carregado de nuvens, visto do alto de um prédio na região da avenida Paulista. Foto: Oswaldo Corneti/ Fotos PúblicasO Executivo pretende, até outubro, criar novas alíquotas para base de cálculo e aumentar, em média, 43% o valor venal

Em meio a tempos de crise e de desvalorização do mercado imobiliário, o prefeito João Doria pretende aumentar o valor venal dos imóveis da cidade de São Paulo. Isso significa, na prática, aumento na taxa do IPTU, hoje fixada em 1% do imóvel.

O Executivo pretende, até outubro, criar novas alíquotas para base de cálculo e aumentar, em média, 43% o valor venal.

Na mesma proposta existe também a intenção de aumentar a faixa de isenção, o que acabaria incluindo mais imóveis na lista.

Mesmo assim, a medida causa polêmica, apesar de estar dentro da lei. O presidente do Conselho Regional dos Corretores de Imóveis de São Paulo, José Augusto Viana Neto, explicou que o momento é inoportuno para reajuste, pois tem visto que muitas pessoas têm deixado de recolher o ITBI: “hoje em São Paulo milhares de imóveis estão sem registro porque as pessoas não recolheram o ITBI”.

A nova tabela de valores já está pronta e já foi enviada à Câmara para análise da comissão de finanças. O que resta agora é que os Poderes Executivo e Legislativo se entendam sobre o assunto.

*Informações do repórter Caio Rocha