Dupla morre em confronto com PMs da ROTA na zona sul de SP

  • Por Jovem Pan
  • 10/11/2017 05h55 - Atualizado em 10/11/2017 11h09
Reprodução/FacebookDepois de comunicar o delegado plantonista do 83º Distrito Policial, do Parque Bristol, os PMs encaminharam o trio ao DHPP

Perseguição da ROTA a ocupantes de veículo roubado termina em troca de tiros, com dois assaltantes mortos e três detidos, na Zona Sul de São Paulo. O confronto ocorreu por volta das duas e meia da madrugada desta sexta-feira (10) na pista sentido litoral da Rodovia dos Imigrantes, na região de Americanópolis.

Em patrulhamento, PMs das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar receberam alerta sobre veículo com queixa de roubo flagrado por um radar inteligente.

Os dados eram de um Renault Sandero vermelho, que havia sido levado pouco antes de uma mulher quando ela chegava em casa, em São Bernardo do Campo, no ABC.

Depois de atacar a motorista, a quadrilha, composta por cinco suspeitos, incluindo um adolescente, decidiu ir até um baile funk que era realizado na Zona Sul da Capital.

No trajeto, os bandidos foram avistados pelos policiais da ROTA, que já estavam cientes do roubo. Com a aproximação da viatura, o bandido que dirigia acelerou, dando início a uma perseguição que terminaria na altura do quilômetro onze da Imigrantes, na Vila do Encontro.

Naquele ponto, os criminosos abandonaram o veículo e correram em direção a uma favela existente do outro lado da pista, mas dois deles teriam efetuado disparos contra os PMs, que reagiram.

No revide, os dois suspeitos foram baleados e chegaram a ser levados com vida pelos bombeiros para o pronto-socorro do Jabaquara, mas não resistiram aos ferimentos e morreram. Os outros três, entre eles o menor de idade, foram detidos sem ferimentos e duas armas foram apreendidas, um revólver e uma pistola calibre 380.

Depois de comunicar o delegado plantonista do 83º Distrito Policial, do Parque Bristol, os PMs encaminharam o trio ao DHPP, o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa, que assumiu o caso.

*Informações do repórter Paulo Édson Fiore