Economia vem crescendo em ritmo lento, mas consistente, diz ex-presidente do BC

  • Por Jovem Pan
  • 30/04/2018 09h27
Fábio Motta/Estadão Conteúdo Existem incertezas políticas, existe componente externa do FED de corrigir juros nos Estados Unidos”, disse o ex-presidente do Banco Central Carlos Langoni

A onda de indicadores levam ao entendimento de uma perda de ritmo da retomada econômica, mas é válido relembrar que a saída da recessão é sempre um processo complexo e difícil.

“A economia brasileira vem crescendo em ritmo lento, mas acho que consistente. Ela vai evoluir ao longo dos próximos meses. Existem incertezas políticas, existe componente externa do FED de corrigir juros nos Estados Unidos”, disse o ex-presidente do Banco Central Carlos Langoni em entrevista exclusiva ao Jornal da Manhã.

Há ainda, segundo Langoni, fatores estruturais e carga tributária excessiva, além de um sistema financeiro concentrado e que precisa se expor à competição. Desta forma, a retomada econômica pode ocorrer de forma mais consistente.

Sobre a relação entre a economia e a política, Langoni acredita que o processo de descolamento entre ambos, iniciado em maio de 2016 com Henrique Meirelles no comando da equipe econômica, terminou agora.

“Então vamos passar período de tensões políticas e isso se reflete na percepção de risco país e precisamos aguardar se novo presidente está comprometido com a continuidade da agenda de reformas”, disse.

Confira a entrevista completa com o ex-presidente do BC Carlos Langoni: