Elizabeth II e Boris Johnson falam em ‘apoio da população’ para superar coronavírus

  • Por Jovem Pan
  • 20/03/2020 07h05
EFE/Facundo ArrizabalagaCom 93 anos de idade, a rainha está no grupo de risco para vítimas do covid-19 e por isso ela decidiu deixar Londres

Mesmo sem uma ordem obrigatória do governo, o Reino Unido já está praticamente todo paralisado por conta do coronavírus. Estações de metrô foram fechadas, os trens serão drasticamente reduzidos a partir de segunda-feira (23) e esta sexta é o último dia de aulas.

Na quinta (19), a rainha Elizabeth II enviou uma mensagem de apoio à população. Ela disse que o Reino Unido está entrando em um período de grande preocupação e incerteza e que todos terão que colaborar.

Com 93 anos de idade, a rainha está no grupo de risco para vítimas do covid-19 e por isso ela decidiu deixar Londres. A monarca está agora ao lado do marido, o príncipe Philippe, que tem a saúde bastante debilitada, no castelo de Windsor.

Também nesta quinta o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, afirmou que o país pode virar a maré nesta crise em até 12 semanas. Vai depender, é claro, do apoio da população nas ações para tentar controlar a circulação do vírus.

Enquanto isso, pesquisadores da Universidade de Oxford estão realizando um grande esforço para tentar desenvolver uma vacina para o coronavírus. Os testes em humanos devem começar no mês que vem e, se tudo der certo, o esquema de imunização por aqui pode começar no fim do ano.

A grande dúvida é como a população vai fazer para se segurar até lá com o país praticamente paralisado. O governo está preparando um novo pacote de socorro à economia diante da perspectiva de demissões em massa e quebradeira generalizada de empresas.

O Reino Unido não seguiu outros países europeus e a circulação de pessoas não está proibida, mas ainda assim dá para ver que a vida por aqui parou e o dinheiro simplesmente não está circulando mais.

A não ser nos supermercados — o efeito manada se tornou um grave problema no Reino Unido e as prateleiras estão ficando desabastecidas. Tudo por conta do desespero das pessoas uma vez que o governo garante não haver risco de desabastecimento.

NHS

O NHS, que é a sigla em inglês para Serviço de Saúde Nacional é um grande orgulho para os britânicos. E o governo tem liberado verbas bilionárias para tentar manter o sistema em ordem diante desta grave crise.

Cerca de 65 mil médicos e enfermeiros aposentados estão sendo convocados para voltar a trabalhar por conta do coronavírus.

Esse é o tema do podcast Londres Real dessa semana, um programa da Jovem Pan que sai todas as sextas-feiras direto aqui da capital britânica.

No episódio desta semana, Ulisses Neto fala um pouco sobre como funciona o SUS britânico e como ele está sendo preparado para reagir a esta crise.

O podcast Londres Real está disponível no Spotify, Deezer, Apple Podcast e outros aplicativos, além é claro do site da Jovem Pan.