Em 15 dias, mais de 100 pessoas foram baleadas e atendidas na rede pública de saúde do RJ

  • Por Jovem Pan
  • 17/01/2018 06h41
PixabayUm número surpreendente. Na primeira quinzena do ano, foram feitos 103 atendimentos na rede estadual de saúde do Rio de Janeiro de pessoas atingidas por balas de arma de fogo. Um recorde

Um número surpreendente. Na primeira quinzena do ano, foram feitos 103 atendimentos na rede estadual de saúde do Rio de Janeiro de pessoas atingidas por balas de arma de fogo. Um recorde.

Para se ter uma ideia, a maior quantidade de pessoas atingidas por armas de fogo acontece no Hospital Adão Pereira Nunes, na Baixada Fluminense, outro local crítico no RJ foram 22 atendimentos.

No Hospital Getúlio Vargas, na zona norte, outras 31 pessoas deram entrada na primeira quinzena de 2018 feridas por bala de fogo.

Em Niterói, muitos registros de vítimas no Hospital Azevedo Lima, com oito ocorrências.

Nesta semana, mais pessoas foram atingidas por arma de fogo. Entre elas, civis que estavam em suas atividades normais e foram vítimas de bala perdida.

*Informações do repórter Rodrigo Viga