Em congresso do PCdoB, Rodrigo Maia defende “novo centro”

  • Por Jovem Pan
  • 31/08/2017 06h44 - Atualizado em 31/08/2017 11h44
Apesar de ter posições antagônicas à esquerda, Maia saiu do Palácio do Planalto para a Câmara só para marcar presença

Um dos principais partidos de oposição, o PCdoB fez uma cerimônia para inaugurar o próximo congresso da legenda e contou com um convidado insólito: o presidente da República em exercício Rodrigo Maia, que é do DEM.

Apesar de ter posições antagônicas à esquerda, Maia saiu do Palácio do Planalto para a Câmara só para marcar presença. Ele se sentou ao lado da presidente do PCdoB, Luciana Santos, e da presidente do PT, Gleisi Hoffmann.

A relação dele com o partido comunista sempre foi boa. Ao contrário do resto da oposição, o PCdoB apoiou a reeleição do deputado no comando da Câmara.

Após ouvir discursos contra a atual agenda econômica, tocada por ele na Casa, Maia discursou. Ele falou que é preciso construir um diálogo entre diferentes posicionamentos, no que chamou de “novo centro”: “aqueles partidos que têm suas ideias e princípios e entenderem que este espaço do centro for espaço do diálogo, conseguiremos construir consensos e maiorias”.

Já a senadora Gleisi Hoffmann não falou em tom tão ameno. Além de fazer diversas críticas ao Governo, disse que partidos como o PT e o PCdoB devem ter posições mais firmes: “nós podemos conversar e dialogar, mas temos que ter posicionamento firme e qual o lado da história que nós estamos”.

A cerimônia também teve representantes de países como Venezuela, Cuba, Coreia do Norte, Vietnã e Irã.

*Informações do repórter Levy Guimarães