Em depoimento a Moro, Dirceu justifica escolha de Duque para cargo na Petrobras

  • Por Jovem Pan
  • 06/03/2018 09h30
EFE/ARCHIVO/Hedeson AlvesJosé Dirceu já foi condenado em dois processos pelo juiz Sérgio Moro e é réu em um terceiro na Justiça Federal do Paraná

O ex-ministro da Casa Civil do Governo Lula, José Dirceu, declarou em depoimento ao juiz Sérgio Moro nesta segunda-feira (05), que o ex-diretor de Serviços da Petrobras, Renato Duque, foi escolhido para o cargo em função dos outros indicados já terem feito parte da administração da estatal no Governo Fernando Henrique Cardoso.

O petista disse ainda que tal decisão foi tomada em uma reunião sobre a direção da Petrobras da qual, além dele, estariam presentes a então ministra de Minas e Energia Dilma Rousseff e Luiz Gushiken, ministro-chefe da Secretaria de Comunicação do Governo Lula.

Sobre as indicações, o ex-ministro apontou que elas são de responsabilidade do Planalto, mas salientou que os nomes são apontados por partidos e políticos. Ele contou que os ministros tinham ampla liberdade para indicar o primeiro, o segundo escalão e que a decisão final, sim, era do presidente.

Segundo o ex-ministro, nas indicações para postos na administração federal, a Casa Civil “tinha o papel de coordenar” e fazer toda checagem sobre o aspecto legal, ético, profissional e também programática do candidato para os conselhos administrativos das empresas estatais.

Ainda de acordo com Dirceu, todo este levantamento era apresentado para os ministros depois de passar pelo presidente da República.

Dirceu prestou depoimento como testemunha de defesa do ex-secretário-geral do PT Silvio Pereira. Ao lado de Duque, Pereira é réu em um processo na Operação Lava Jato acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Também ontem foi ouvido o ex-presidente da Petrobras José Sérgio Gabrielli, que negou relações com Silvio Pereira.

José Dirceu já foi condenado em dois processos pelo juiz Sérgio Moro e é réu em um terceiro na Justiça Federal do Paraná.

*Informações da repórter Neila Carvalho