Em disputa direta por SP, Doria volta a atacar Márcio França: ‘Genérico do PT, de Lula e de Haddad’

  • Por Jovem Pan
  • 08/10/2018 09h44
Marcello Fim/Estadão ConteúdoO tucano ainda deu o recado aos eleitores paulistas: “vocês terão decisão importante. Aquele que representa o PT, Lula e Haddad ou eu que apoio Bolsonaro e o liberalismo”

Após avançar ao segundo turno na disputa pelo governo de São Paulo, o tucano João Doria fez uma avaliação sobre a configuração política dos eleitores que votaram nele e em Jair Bolsonaro para a Presidência da República e aproveitou para retomar os ataques ao seu adversário Márcio França (PSB).

A configuração é clara: há dois campos no Brasil. O da esquerda, que aqui em São Paulo é representado por Márcio França, que é genérico do PT, do Lula, do fantoche Fernando Haddad. Ele defende a esquerda. E aqueles que defendem o campo azul, o movimento liberal, transformador. É o campo de defesa de uma vida inteira”, disse em entrevista exclusiva ao Jornal da Manhã.

Doria não poupou críticas a seu adversário no segundo turno no Estado, o atual governador Márcio França. “Ele é esquerda, foi líder do Lula no Congresso, trabalhou para ser ministro de Dilma, votou contra o impeachment, defende a esquerda, fez isso durante sua vida, não tem princípio liberal”, reiterou.

O tucano ainda deu o recado aos eleitores paulistas: “vocês terão decisão importante. Aquele que representa o PT, Lula e Haddad ou eu que apoio Bolsonaro e o liberalismo”.

Doria acusou ainda Márcio França de traição a Geraldo Alckmin em 2012, quando o deixou para apoiar Fernando Haddad em vez de José Serra para a Prefeitura paulista. “De traição ele entende bem, traiu seus eleitores”, disse.

Márcio França, você cuide de seus petistas, esquerdistas, do Aldo Rebello, que eu cuido dos brasileiros que querem um Brasil livre. Você cuide dos vermelhos e de suas bandeiras. Abra o site do PSB, lá consta ‘Lula Livre’ e pedem a condenação de Sérgio Moro. Se você acredita nisso, então vote nele, mas se acredita no contrário, avalie sua posição por Bolsonaro no plano nacional e eu em São Paulo”, alfinetou.

Confira a entrevista completa com João Doria, candidato ao governo de SP pelo PSDB: