Em evento em SP, Temer insiste em continuidade de políticas de seu Governo na gestão de Bolsonaro

  • Por Jovem Pan
  • 30/10/2018 07h09
Antonio Cruz/ Agência BrasilMichel Temer disse que vai insistir para que a próxima gestão seja de continuidade e considerou que há setores do novo Governo que concordam com a ideia

Michel Temer disse que vai insistir para que haja continuidade de políticas do governo dele durante a transição e pediu cumprimento rigoroso da Constituição. O presidente da República deu as declarações no fim da manhã desta segunda-feira (29), durante a abertura de uma conferência voltada ao setor sucroalcooleiro num hotel na Zona Sul de São Paulo.

O chefe do Executivo afirmou que tudo já está formatado para que o gabinete do presidente eleito Jair Bolsonaro receba as informações necessárias para se estruturar. Michel Temer disse que vai insistir para que a próxima gestão seja de continuidade e considerou que há setores do novo Governo que concordam com a ideia.

“Já estamos com tudo formatado para que o próximo Governo receba tudo aquilo que realizamos e vamos insistir que não haja descontinuidade e ainda aquilo que há de ser feito. Vejo com muita alegria que muitos setores do Governo eleito já dizem que certas coisas têm de continuar”, disse o emedebista.

O atual presidente pediu ainda o cumprimento rigoroso da Constituição Federal. Michel Temer afirma que ela é o elemento fundamental para ter estabilidade social, política e uma pacificação nacional.

Presente ao mesmo evento, o ministro de Minas e Energia prevê dois meses difíceis para o atual Governo, uma vez que a transição carrega grande responsabilidade. Moreira Franco afirmou que esse momento vai proporcionar a possibilidade de entender a profundidade e a extensão política e ideológica que a eleição de Jair Bolsonaro significa.

“Difíceis porque tem todo o esforço de realizar transição que esteja à altura do resultado democrático da manifestação absolutamente livre que o povo brasileiro nos deu no domingo”, disse Moreira Franco.

O presidente do BNDES enxerga sinais de continuidade de diretrizes econômicas da gestão Temer no novo governo. Dyogo Oliveira considerou que a situação será mais tranquila adiante, uma vez que Jair Bolsonaro poderá ter um mandato sem contestações. “A eleição do novo presidente aponta para a continuidade da plataforma econômica do seu governo, presidente”, disse referindo-se a Temer.

Michel Temer conversou brevemente ainda no domingo (28) com o presidente eleito, Jair Bolsonaro, ressaltando que a transição já está formatada. Além disso, Temer falou que poderá tentar articular a aprovação da reforma da Previdência no Congresso ainda neste ano, se isso for do desejo de Bolsonaro.

*Informações do repórter Tiago Muniz