Em lançamento de Corujão da Saúde em SP, Doria diz que Código de Ética do PSDB será prioridade

  • Por Jovem Pan
  • 08/03/2019 06h45 - Atualizado em 08/03/2019 06h46
Roberto Casimiro/Estadão ConteúdoO governador Doria esteve nesta quinta-feira (07) no evento de expansão do programa Corujão da Saúde para o Estado de São Paulo

Após mais um nome ligado ao PSDB se tornar réu por corrupção, João Doria disse que exigirá do partido um posicionamento ético diferente dos anteriores.

O ex-secretário estadual de Logística e Transporte do governo Geraldo Alckmin, Moacir Rossetti, responde agora pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Ele é acusado de ter recebido quase R$ 300 mil da construtora Camargo Corrêa para abastecer campanhas do PSDB.

O governador de São Paulo, João Doria, garantiu que após a eleição do novo diretório nacional do PSDB, em maio, o tema do código de ética será prioridade número um no partido. O tucano afirmou que com seu aliado na presidência, o deputado Bruno Araujo, decisões serão tomadas.

Na última reunião da executiva nacional do PSDB, em fevereiro, o pedido de expulsão de Aécio Neves foi suspenso, assim como pedidos de afastamento por infidelidade partidária foram arquivados.

O governador Doria esteve nesta quinta-feira (07) no evento de expansão do programa Corujão da Saúde para o Estado de São Paulo.

A iniciativa, agora com atuação na rede estadual, tem a participação de 25 hospitais privados, oferecendo exames de ultrassonografia, endoscopia e mamografia. O programa tenta suprir uma demanda de mais de 155 mil exames.

Segundo o secretário da Saúde, José Henrique Germann, as filas para exames já tem prazo para serem diminuídas.

A princípio, o programa atenderá a Grande São Paulo, região de Campinas e Vale do Paraíba

*Informações da repórter Victoria Abel