Em meio ao frio, Prefeitura retira colchões de tenda para moradores de rua

  • Por Jovem Pan
  • 04/07/2017 12h22
Moradores de rua ficam deitados no chão em abrido da Prefeitura antes de madrugada mais fria do ano

A Prefeitura de São Paulo retirou os 40 colchões que faziam parte da estrutura da tenda de assistência social da Rua Helvétia, antigo ponto da cracolândia no centro da capital.

A tenda foi criada pelo ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad para acolher e tratar adictos durante o programa Braços Aberto. Atualmente, com João Doria no comando, o local tem função híbrida, com atuação de assistentes sociais e agentes de saúde.

A Prefeitura não explicou o motivo da retirada de colchões. Disse apenas que as unidades do serviço de atendimento aberto na região “possuem 250 leitos instalados nas áreas internas das estruturas”. Contêineres de atendimento emergencial foram instalados na Rua General Couto de Magalhães e na Praça Júlio Prestes e atendem desde o início de junho, após megaoperação policial que dispersou usuários de droga da região.

Na tarde de segunda-feira (3), a mais fria do ano, acolhidos foram flagrados deitados no chão, em cima de cobertas ou pedaços de papelão.