Em NY, ministro de Minas e Energia classifica desastre de Mariana como “acidente”

  • Por Jovem Pan
  • 21/09/2017 07h49
O ministro, Fernando Coelho Filho, ressaltou ainda que o desastre reforçou a imagem negativa da população brasileira em relação à mineração

Ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho chama tragédia de Mariana de “acidente”. A afirmação foi feita em Nova York em um evento que reunia investidores americanos.

Em 2015, o rompimento de uma barragem da empresa Samarco em Minas Gerais, foi considerado o maior desastre ambiental da história do Brasil, que destruiu vilas inteiras, contaminou o Rio Doce e resultou na morte de 19 pessoas.

O ministro, Fernando Coelho Filho, ressaltou ainda que o desastre reforçou a imagem negativa da população brasileira em relação à mineração: “a mineração ela ainda é uma atividade malvista no País, diferentemente de nossos vizinhos que se orgulham e promovem a atividade mineral. Evidentemente que tivemos o desastre de Mariana, que não contribuiu, mas aquilo tem que ser encarado como de fato foi, um acidente. Nós temos que trabalhar para que outras não ocorram, mas como uma fatalidade você não tem controle sobre isso. Mas temos que mostrar à população o potencial que o Brasil tem”.

O ministro de Minas e Energia aproveitou o evento para defender o decreto presidencial que prevê a extinção da Renca, conhecida como Reserva Nacional de Cobre e seus Associados, no Amapá

A decisão foi suspensa por 120 dias no final de agosto após a forte reação negativa.

*Informações da repórter Natacha Mazzaro