Em tempos de pandemia, Brasília está vazia com avanço do coronavírus

  • Por Jovem Pan
  • 30/03/2020 07h08 - Atualizado em 30/03/2020 08h32
Fátima Meira/Estadão ConteúdoApós o pronunciamento do presidente favorável à retomada das atividades, já é possível ver maior movimentação no local

Em Brasília, escolas, comércios, bares e restaurantes deverão permanecer fechados até o dia 5 de abril. As escolas já estão fechadas há 18 dias, período que será considerado férias na rede pública.

Praticamente supermercados, padarias e farmácias podem continuar funcionando. Na sexta-feira, o governador do DF, Ibaneis Rocha, autorizou a volta do funcionamento em casas lotéricas, correspondentes bancários, lojas de conveniência e mini mercados em postos de combustíveis. Os restaurantes só podem trabalhar com entregas.

Nas ruas, a movimentação diminua a cada dia. A determinação do governo local foi que academias, clubes e parques também permaneçam fechados.

Na última semana, por causa da vacinação contra a gripe, muitos idosos saíram às ruas. Mas no geral o cenário é muito parecido na cidade inteira. Os brasilienses realmente adotaram ao isolamento pelo avanço do coronavírus.

Os tribunais e prédios públicos estão vazios, só continuam trabalhando terceirizados que cuidam da manutenção e limpeza.

Quem aderiu ao home office admite que só sai de casa quando falta alguma coisa, como explica Demerval Aires. “Tenho procurado me tranquilizar e ter paciência. Graças a Deus estou tendo trabalho pela internet.”

Entre os idosos com mais de 60 anos a reclamação é grande, principalmente pelo isolamento, como afirma Manuel Filho. “Não pode ver os amigos. É tudo via internet, via telefone. Passa o dia em casa, apartamento é pequeno, não tem muito espaço.”

Em Brasília, até mesmo a rodoviária estadual permanece fechada. A informação é que as viagens só serão retomadas depois do dia 1 de abril. Valquíria Neves admite que o cenário chega a ser triste. “Ver a rodoviária toda fechada, aqui é sempre uma muvuca né. Metrô vazio, ônibus vazio, não estou em Brasília.”

A Esplanada, mesmos vazia, é onde existe a maior movimentação de veículos. No entanto, após o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro favorável à retomada das atividades, já é possível ver maior movimentação no local, inclusive de apoiadores do presidente.

*Com informações da repórter Luciana Verdolin