Em votação acirrada, Corte Eleitoral do Uruguai adia anúncio do novo presidente

  • Por Jovem Pan
  • 25/11/2019 06h52
EFELuis Lacalle Pou aparece com 48,75% dos votos válidos

O Uruguai adiou o anúncio oficial do nome do novo presidente do país. Apesar de ter 100% das urnas apuradas à 1h27 deste domingo (24), a Corte Eleitoral local afirmou que a divulgação do resultado acontecerá apenas entre quinta-feira (28) e sexta-feira (29).

O adiamento se deve à reviravolta no resultado da apuração: o candidato de oposição Luis Lacalle Pou aparece com 48,75% dos votos válidos contra 47,47% do governista Daniel Martínez. O problema é que todas as pesquisas previam uma vitória muito mais folgada de Lacalle Pou.

Por causa da pequena diferença, o domingo terminou sem que a Corte Eleitoral do Uruguai ou os candidatos arriscassem anunciar um vencedor.

À noite, Martínez fez um discurso para apoiadores, mas não assumiu a derrota. Disse apenas que nenhum dos dois candidatos havia obtido 50% dos votos, em uma situação que obrigaria a busca de um entendimento entre os rivais.

O candidato governista afirmou, ainda, que seria necessário esperar o anúncio final da Corte Eleitoral, que a partir desta segunda inicia a contagem dos chamados votos observados – que precisam de uma verificação especial, já que têm origem em pessoas idosas, com deficiências físicas ou alguma outra restrição.

Pouco depois, Lacalle Pou, também em discurso para correligionários, pediu “paciência” e disse “ter convicção” que sairá vitorioso do pleito. Assim como o adversário, porém, evitou declarações peremptórias sobre o resultado.

No total, há 35 mil votos observados, um total superior à diferença registrada entre os candidatos até o início da madrugada.

As eleições correram sob tranquilidade em todo o país. Mais de 2,7 milhões estavam habilitados para votar.

*Com informações do repórter Victor Moraes e Estadão Conteúdo