Emissões de gases do efeito estufa no Brasil caem influenciados pela redução no desmatamento

  • Por Jovem Pan
  • 22/11/2018 08h29
Agência Brasil/ArquivoDepois do agronegócio, o transporte e a indústria são os que mais contribuem para as emissões de gases do efeito estufa

As emissões de gases de efeito estufa no Brasil caíram cerca de 2,3% em 2017. O país gerou mais de 2,07 bilhões de toneladas no ano passado, contra 2,12 bilhões em 2016.

Os dados são inéditos e foram divulgados nesta quarta-feira (21) em um novo relatório do Observatório do Clima. O estudo aponta que a queda das emissões foi influenciada pela redução na taxa de desmatamento da Amazônia.

Em 2017, a destruição da floresta caiu cerca de 12% em relação ao ano anterior. O cerrado, por outro lado, sofreu com um aumento de 11% na taxa de desmatamento, o que não permitiu uma queda mais acentuada nas emissões de gases de efeito estufa.

Além disso, quase todos os setores da economia também tiveram aumento nas emissões no ano passado. Entre eles, o setor de processos industriais teve sua elevação mais expressiva, batendo a marca de 4%.

Apesar de ter tido uma queda, a agropecuária continua sendo a grande emissora brasileira de gases-estufa, com uma taxa de 70%.

Por outro lado, o coordenador-geral do Observatório do Clima, André Ferretti, acredita que o Brasil possui oportunidades de redução das emissões no setor.

Depois do agronegócio, o transporte e a indústria são os que mais contribuem para as emissões de gases do efeito estufa.

Os dados foram capturados com o Sistema de Estimativas de Emissões de Gases de Efeito Estufa, do Observatório do Clima.

*Informações da repórter Larissa Coelho