Empresa admite que mapeamento do solo na Favela Boa Esperança, em Niterói, não foi completo

  • Por Jovem Pan
  • 15/11/2018 06h24
Reprodução/TV GloboA tragédia ocorreu na madrugada do último sábado e o deslizamento causou mortes e estragos de residências

Mapeamento de encosta que cedeu em favela de Niterói, no Rio de Janeiro, matando 15 pessoas, não foi bem-feito.

A confissão foi feita pela empresa responsável pelo mapeamento do solo, a Caulim Consultoria e Projetos Geológicos. Em nota à imprensa e à Prefeitura da cidade, a empresa revelou que o estudo não pode prever o rompimento do bloco rochoso, já que ele estava oculto pela intensa vegetação e cobertura do solo.

A tragédia ocorreu na madrugada do último sábado e o deslizamento causou mortes e estragos de residências.

A Prefeitura pode ser responsabilizada por essa nova tragédia, já que alertas já tinham sido feitos anteriormente pelo Ministério Público do Rio de Janeiro.

*Informações do repórter Rodrigo Viga