Empresários apostam em retomada expressiva da economia em 2020

  • Por Jovem Pan
  • 02/01/2020 10h20
Itaci Batista/Estadão ConteúdoComércio e indústria recuperaram o desempenho em 2019

As sondagens da indústria brasileira apontam para o retorno da confiança dos empresários e expectativa mais positiva para 2020. O setor eletro eletrônico sentiu os efeitos do dólar no ano passado, diante da dependência de componentes importados e o faturamento de R$ 154 bilhões representou uma alta de 5%.

O presidente da Abinee (Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica), Humberto Barbato, avalia a expectativa para o novo ano.”Existem modificações que estão sendo feitas que estão tornando a vida das pessoas um pouco mais fácil, e isso, evidentemente, repercute no ânimo do empresário voltar a investir. Existe ainda muita insegurança jurídica, nós precisamos vencer, essa é uma etapa difícil de ser vencida mas eu acredito que, com o diálogo que a gente vem mantendo tanto com o Executivo como como o Legislativo, a gente está avançando celeremente para podermos, em mais um ou dois anos, ter o início de uma reversão do processo de desindustrialização que a gente vinha vivendo.”

O comércio também comemora o bom desempenho em 2019. A retomada das vendas, com projeção da manutenção do crescimento em 2020.

O presidente da Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop), Nabil Sahyou, considera irreversível uma mudança tributária no país. “Todos os projetos que existem hoje de reforma tributária a – desoneração da folha está entre elas -, a desburocratização unindo uma série de impostos também está entre todos os modelos que estão aí para serem discutidos”, disse.

O setor produtivo aguarda um Produto Interno Bruto (PIB) para 2020 acima de 2%, até de 2,5%, contra uma expectativa de um resultado pouco acima de 1% em 2019.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos