Empresários e sindicalistas reclamam de dificuldade em acesso ao presidente Bolsonaro

  • Por Jovem Pan
  • 22/01/2019 06h50
Flickr/Michel TemerA dificuldade era esperada e aliados de Jair Bolsonaro admitem que chegou a hora da institucionalidade

Empresários, sindicalistas patronais e representantes de grupos estão com dificuldades de encontrar o caminho para o terceiro andar do Palácio do Planalto.

O presidente em exercício, Hamilton Mourão, acaba sendo transformado em “muro das lamentações”, mas ele respondeu a interlocutores que não tem poderes para falar em nome do Governo e muito menos garantir encontros reservados com o presidente.

Interlocutores dizem que Mourão fala pouco e não promete nada.

A dificuldade era esperada e aliados de Jair Bolsonaro admitem que chegou a hora da institucionalidade. Pessoas ligadas a confederações e empresários terão de encaminhar demandas aos ministros das áreas e não mais ao presidente da República.

A avaliação é de que encontros reservados é que nascem propostas indecentes e não republicanas, que o presidente quer evitar.

*Informações do repórter José Maria Trindade