Empresas de SP poderão receber selo de testagem da Covid-19, explica presidente do Icos

  • Por Jovem Pan
  • 26/06/2020 08h42 - Atualizado em 08/07/2020 10h17
Claudio Furlan/Estadão ConteúdoO presidente do instituto avalia que com a adoção ao programa "as empresas serão reconhecidas e poderão tornar a volta ao trabalho um processo muito mais seguro"

O governo do estado de São Paulo, em parceria com o Instituto Coalizão Saúde (Icos), irá iniciar na próxima semana um programa para incentivar a testagem em massa para a Covid-19 nas empresas. A proposta visa estabelecer uma “linha de incentivo por meio da criação de selos”, explicou o presidente do Icos, Cláudio Lottenberg, em entrevista ao Jornal da Manhã.

Lottenberg, que também é presidente da Sociedade Beneficente Israelita Albert Einstein, afirmou que a medida procura estimular que empresas ampliam as testagens entre os funcionários e, com isso, possam separar casos positivos ou suspeitos da doença. Com a aplicação dos testes, o Instituto Coalizão Saúde dará o certificado para as instituições.

O presidente do instituto avalia que, com a adoção ao programa, “as empresas serão reconhecidas e poderão tornar a volta ao trabalho um processo muito mais seguro”. Para ele, a testagem em massa não irá significar um custo extra para as empresas, representando, na verdade, um investimento.

Cláudio, no entanto, ressalta que a medida é uma alternativa para o retorno das atividades enquanto não há formas de prevenção à doença.

“A gente precisa ter muito claro que a volta [à normalidade] poderá acontecer no momento em que tivermos uma vacina e um tratamento seguro. Mas, de certa maneira, se tivermos as condições, se trabalharmos as medidas gerais de higiene, utilização de máscaras e mapear as pessoas de risco, minimiza muito o que está acontecendo. E podemos voltar a um ‘novo normal’. O pior seria se não fizéssemos [os testes em massa] e não pudéssemos voltar.”