Entidade pede que importações de trigo com isenções de taxa sejam feitas somente durante entressafra

  • Por Jovem Pan
  • 27/03/2019 07h09 - Atualizado em 27/03/2019 10h14
Divulgação/Antonio Costa/ AENPrNa semana passada, o Governo federal anunciou o embarques de 750 mil toneladas anuais dos Estados Unidos com tarifa zero

A Associação Brasileira da Indústria do Trigo pediu que as importações de trigo com isenção de taxa sejam feitas apenas durante a entressafra. A entidade quer evitar que a entrada do grão estrangeiro prejudique os produtores brasileiros.

Na semana passada, o Governo federal anunciou o embarques de 750 mil toneladas anuais dos Estados Unidos com tarifa zero.

A associação que representa a indústria do trigo lembrou que a isenção da alíquota se aplica também a outros países que não pertencem ao Mercosul.

O anúncio gerou preocupação por uma possível reação dos produtores da Argentina, responsáveis por 87% das exportações do grão para o Brasil.

O presidente da Abitrigo elogiou a iniciativa do Governo. Rubens Barbosa disse que a isenção da tarifa para países de fora do Mercosul vai aumentar a competitividade e, consequentemente, a dinâmica dos preços: “eu acho que a Argentina tem uma grande participação no mercado brasileiro e essa quantidade é menos de 10% do que o Brasil importa”.

Atualmente, o Brasil importa trigo para dar conta da demanda nacional. No ano passado, o país comprou um total de R$ 7 bilhões da mercadoria de países estrangeiros.

*Informações da repórter Nanny Cox