Equipe “Spotlight” revela casos de abuso e assédio sexual na indústria da moda

  • Por Jovem Pan
  • 19/02/2018 06h27 - Atualizado em 19/02/2018 07h59
Reprodução/YoutubePatrick Demarchelier, que já foi fotógrafo pessoal da princesa Diana, recebeu sete acusações, as quais ele disse que eram impossíveis e ridículas

Cerca de 25 profissionais ligados à indústria da moda foram acusados de assédio ou abuso sexual pelo time de jornalismo investigativo do jornal americano “Boston Globe”.

A equipe conhecida como Spotlight revelou casos envolvendo grandes fotógrafos e executivos que trabalham para marcas ou revistas de moda.

Patrick Demarchelier, que já foi fotógrafo pessoal da princesa Diana, recebeu sete acusações, as quais ele disse que eram impossíveis e ridículas.

Demarchelier disse nunca ter tocado nenhuma modelo de forma inapropriada e afirmou que as acusações são falsas, de mulheres frustradas por não conseguirem trabalho.

O fotógrafo Greg Kadel recebeu cinco acusações e algumas agências de modelos disseram ao Boston Globe que já tinham ouvido reclamações sobre ele, uma vez que insistia que modelos posassem nuas.

Uma das vítimas disse que, após vários episódios, Kadel a colocou para trabalhar para a marca de lingerie Victoria’s Secrets. Quando a modelo decidiu pôr fim aos abusos, Kadel fez com que a marca não a contratasse novamente.

Ele negou as acusações e disse que quaisquer relações sexuais com modelos foram consensuais.

Os fotógrafos Mario Testino, Bruce Weber e Andre Passos também receberam pelo menos uma acusação de abuso ou assédio sexual.

David Bellemere, Seth Sabal e o stylist Karl Templer receberam três acusações cada.

O cofundador da marca Guess, Paul Marciano, recebeu duas acusações de assédio sexual das modelos Kate Upton e Miranda Vee. Um executivo da gigante Dior e mais dois fotógrafos que não tiveram os nomes revelados foram acusados por modelos ouvidas pelo Boston Globe.

Todos negaram as acusações.

A Conde Nast, editora da revista Vogue, anunciou que cortou relações com os fotógrafos Patrick Demarchelier e Greg Kadel.

A marca de lingerie Victoria’s Secrets também se pronunciou, e disse que suspendeu as relações com Greg Kadel.

Além disso, a marca garantiu que conduz investigações e que o comportamento dos fotógrafos não reflete os valores da empresa.

*Informações da repórter Nanny Cox