Especialistas: Mesmo com dívidas, é possível guardar uma parte do 13º para começar 2019 no azul

  • Por Jovem Pan
  • 03/12/2018 07h00 - Atualizado em 03/12/2018 08h21
joelfotos/PixabayCom dinheiro na mão, segurar os gastos com as festas de fim de ano fica complicado, mas a maioria dos brasileiros quer usar o 13º para pagar dívidas

Mais de R$ 200 bilhões são injetados na economia brasileira após o pagamento do 13º Salário. A estimativa é do Dieese, o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos.

Com dinheiro na mão, segurar os gastos com as festas de fim de ano fica complicado, mas a maioria dos brasileiros quer usar o 13º para pagar dívidas.

De acordo com uma pesquisa da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, quase 50% dos entrevistados pretendem quitar as contas com o cartão de crédito. A Anefac afirmou que apenas 5% querem gastar o dinheiro com as compras de Natal.

A advogada Ursula Alves tinha dificuldade de controlar os gastos, mas planeja começar 2019 no azul. Além de pagar as contas, ela também vai economizar.

Para ajudar, o site Diin criou uma Calculadora do Décimo Terceiro. O objetivo é facilitar a organização dos gastos e calcular qual a melhor maneira de garantir uma reserva, sem deixar de comprar presentes nas festas de fim de ano.

O professor de Finanças do Ibmec-Rio, Gilberto Braga, alertou para as contas de começo de ano.

O 13º salário é entregue a todo funcionário contratado em regime CLT, além de trabalhadores rurais, empregados domésticos e aposentados. A primeira parcela foi paga na última sexta-feira e a última deve cair na conta até o dia 20 de dezembro.

*Informações da repórter Marcella Lourenzetto